Com uma moeda mais favorável do que o Dólar Americano, uma cultura extremamente receptiva, e um primeiro ministro reconhecido mundialmente, o Canadá têm se tornado um destino querido dos Brasileiros que buscam educação internacional. Fazer um curso de formação profissional em um college pode ser uma porta de entrada para quem deseja migrar.

Universidade vs Colleges

Quando falamos em intercâmbio para o Canadá, as opções disponíveis para os adultos são os cursos de inglês, os colleges e muito raramente as universidades. Isso por que as Universidades no Canadá são muito voltadas para as questões acadêmicas e para a pesquisa, tornando o processo de inclusão no mercado de trabalho muito mais longo. Quem faz universidade no Canadá geralmente está buscando um futuro em instituições de pesquisa, e não necessariamente no mercado de trabalho. Além disso, as universidades canadenses são bastante criteriosas na seleção de seus alunos, dificultando a inclusão de alunos internacionais. 

Com o intuito de preparar pessoas para o mercado de trabalho, o Canadá tem uma ampla gama de Colleges que oferecem cursos específicos para a atuação profissional. Os cursos geralmente são de menor duração (1 ou 2 anos, e não 4 como as universidades) e visam atender as demandas por profissionais no país, o que facilita a inserção no mercado de trabalho.

Os temas oferecidos são bem diversos, e podem ir de Contabilidade à Solda Sub-aquática, de educação infantil à cuidado com idosos. Mas tem uma modalidade específica nos colleges que é campeã em empregabilidade: os cursos COOP.

Coop:

Como o nome sugere, os cursos COOP envolvem a cooperação entre o college e as empresas locais. Ao invés de serem ministrados apenas dentro da instituição de ensino, os cursos COOP envolvem o trabalho supervisionado dentro de uma empresa. Isso traz duas grandes vantagens: o aluno aprende na prática, e o aluno já começa sua vida no Canadá com um pé no mercado local. Assim, o profissional recém formado tem maiores chances de conseguir se manter no país após a conclusão do curso, e ainda pode, independente de ter feito coop ou não, pleitear o visto PGWP. Veja neste link um exemplo de curso COOP.

Visto PGWP:

A sigla PGWP significa Post Graduate Work Permit, ou em português, permissão de trabalho para formados. A duração deste visto especial varia principalmente de acordo com a duração do curso contratado. Os cursos de 1 ano, conhecidos como Diploma, permitem que o aluno fique mais 1 ano no país trabalhando ou em busca de trabalho. Agora se o aluno fizer 2 anos de curso, seja fazendo um certificate específico, seja somando dois diplomas que se complementam, ele tem direito à receber um PGWP com duração de 3 anos. Com todo esse tempo no país, o processo de migração se torna muito mais fácil e só não afirmamos que é garantido pois todos os casos são avaliados individualmente e a autoridade local tem sempre a última palavra. De qualquer forma, é bom saber que quem pensa em migrar para o Canadá ingressando em um College, não precisa ir sozinho e também tem a possibilidade de trabalhar durante o curso. Neste site oficial do governo canadense, você encontra quais são as regras para receber o visto.

Programa de Família:

Uma grande vantagem de se estudar no Canadá é que o vistos envolvidos favorecem também a viagem em sua família e o trabalho durante o curso. Em primeiro lugar, vale ressaltar que os alunos de college no Canadá têm direito a trabalharem até 20 horas por semana durante o curso, e 40 horas por semana durante as férias. Muitos conseguem sua renda extra trabalhando no próprio college o que facilita a integração e a rotina. Já os cônjuges que vão acompanhando o estudante podem trabalhar 40 horas semanais durante toda a extensão do curso. Aqui existe uma outra grande vantagem: os canadenses reconhecem a união estável, inclusive entre pessoas do mesmo sexo. No tema de migração entretanto, é importante a gente fazer uma diferenciação entre colleges públicos e privados.

Public vs Private:

Apesar de ser possível, o site Settler.ca afirma que são muito raros os colleges privados no Canadá que têm permissão para fornecer o PGWP. Por isso, é muito importante que você verifique todos os detalhes com a sua agência de intercâmbios antes de fechar o programa.

Precisa ter fluência no inglês?

Para se iniciar o curso profissionalizante no Canadá, a fluência no idioma é exigida. O aluno que quiser ir sem ser fluente, entretanto, poderá chegar antes no país para cursar inglês, sendo esse curso muitas vezes oferecidos no próprio college. Mesmo quem já tem certa fluência pode ter grandes vantagens em aprimorar o inglês antes, visto que além do básico do idioma, também se aprenderá muito sobre a cultura educacional local, promovendo uma “aterrissagem suave” ao aluno. Uma alternativa, seria fazer o inglês em uma escola de idiomas que oferecem a modalidade “Foundation” como a ILSC.

Por que fazer com a NM?

Ao fechar o seu curso em um dos parceiros da NM Educação Internacional, nenhuma taxa de agência será cobrada. Temos parceria com diversos colleges, incluindo todos os que foram citados neste texto. Ou seja: você poderá contar com o nosso suporte antes, durante e depois do seu programa, sem pagar nada por isso. Para outras opções de graduação completa, veja este link.

Histórias de sucesso:

Trabalhando com educação desde 2002 a NM Educação Internacional coleciona histórias de sucesso de alunos que fizeram College no Canadá e que acabaram se tornando cidadãos canadenses. Nossa primeira história de sucesso se deu com o nosso atual parceiro, Ewerton.

Ele fez um programa de “International Business Management” no Conestoga College na modalidade coop. Por se tratar de um curso voltado para a atuação internacional, o Ewerton cumpriu seus 6 meses de estágio trabalhando na NM para depois voltar ao país com uma grande surpresa: ele foi contratado para se tornar o representante internacional do College. Hoje em dia, Ewerton possui sua cidadania canadense, e trabalha como empreendedor no país.